Inclusão Social - Locução Verbal

EMEFEM Luiz Joaquim dos Santos
Componente Curricular: Língua Portuguesa
Professora: Luciene Castor Dantas Quintão
Turma: 7.º A
Semana 26 – Aula 45 – Dia: 09 / 11 / 2020
Tema: Inclusão Social
Conhecimentos gramaticais: Leitura e Interpretação Textual; Morfossintaxe: Locução Verbal

O B S E R V A Ç Õ E S:
NÃO precisa copiar o texto no caderno, mas C O P I E os Exercícios para a correção no seu caderno a fim de verificar seus acertos e erros.
- Não será preciso enviar foto do exercício respondido, pois você deverá respondê-lo no formulário que se encontra nesta postagem. Porém, caso não consiga preencher o formulário e enviar, tire foto do exercício e envie no meu privado.
- Após responder ao questionário, clique em ENVIAR.

TEXTO NORTEADOR 

Inclusão Social


O termo Inclusão social é utilizado ao fazer referência à inserção de pessoas com algum tipo de deficiência às escolas de ensino regular e ao mercado de trabalho, ou ainda a pessoas consideradas excluídas, que não tem as mesmas oportunidades dentro da sociedade, por motivos como: 

- Condições socioeconômicas; 
- Gênero (homem, mulher), homossexual; 
- Etnia (Raça); 
- Falta de acesso a tecnologias (exclusão digital). 

O processo de inclusão social de pessoas com necessidades especiais tornou-se efetivo a partir da DECLARAÇÃO DE SALAMANCA que foi uma Conferência Mundial sobre Necessidades Educacionais Especiais em 1994, respaldada pela Convenção dos Direitos da Criança (1988) e da Declaração sobre Educação para Todos (1990). 

Os projetos de inclusão social de maior repercussão, depois da Lei de Salamanca, são os seguintes: 

- O processo de inclusão das pessoas com necessidades educacionais especiais nas escolas de ensino regular, 
- A inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho nas empresas com mais de cem funcionários (2% das vagas) 
- O sistema de cotas para negros, índios e estudantes egressos da escola pública nas universidades. 

A inclusão social, em suas diferentes faces, é efetivada por meio de políticas públicas, que além de oficializar, devem viabilizar a inserção dos indivíduos aos meios sociais. Para isso, é necessário que sejam estabelecidos padrões de acessibilidade nos diferentes espaços (escolas, empresas, serviços públicos), assim como é necessário o investimento em formação inicial e continuada dos profissionais envolvidos no processo de inclusão, principalmente dos professores. 

CONHECIMENTOS GRAMATICAIS

Morfossintaxe: Locução Verbal


As locuções verbais são uma sequência de dois ou mais verbos que, juntos, exercem a função morfológica de um só verbo. Elas são formadas por um ou mais verbos auxiliares e um verbo principal.

Os verbos auxiliares mais comuns são ser, estar, ter, haver e ir; porém existem outros verbos que têm a função de verbos auxiliares nas locuções verbais; como: começar a, deixar de, voltar a, continuar a, poder, dever, querer.

Nessas locuções, o verbo principal – que é o último verbo – estará sempre em sua forma nominal (infinitivo, particípio ou gerúndio), trazendo a ação principal que tem a intenção de transmitir.

Podemos concluir que:

- Locução verbal é uma expressão verbal composta por dois verbos ou mais.
- Verbo principal é aquele que expressa a ideia principal da frase.
Verbo auxiliar é aquele auxilia uma das formas nominais, constituindo uma locução verbal, em que só ele é conjugado.

OBSERVAÇÃO: Nos exemplos usarei V.A. para Verbo Auxiliar e V.P. para Verbo Principal.

Exemplos:
Locução Verbal

Formas Nominais do Verbo 


1 – Infinitivo 


O infinitivo representa o verbo em sua forma original, indicando a ação propriamente dita, sem situá-la no tempo, sem nenhuma conjugação.

1.ª conjugação = -ar (amar, cantar, dançar, trabalhar)
2.ª conjugação = -er e -or (escrever, fazer, comer, perder, compor, repor, supor)
3.ª conjugação = -ir (dormir, sentir, partir, sorrir)

Exemplos:
Locução Verbal

2 – Gerúndio


O gerúndio ocorre quando se quer indicar a continuidade de uma ação verbal, e costuma ser reconhecido pela terminação –ndo. Geralmente, essa forma nominal do verbo conhecida vem acompanhada de um verbo auxiliar.

Exemplos:
Locução Verbal

3 – Particípio


O particípio indica o estado da ação depois de finalizada, transmitindo assim uma noção de conclusão de ação verbal.

A maior parte dos verbos apresenta um particípio regular, terminado em -ado na 1.ª conjugação e em -ido na 2.ª e na 3.ª conjugação.

Verbos no particípio regular:

Os verbos no particípio regular serão empregados na voz ativa ao lado dos verbos auxiliares ter e haver. Observe os exemplos:
Locução Verbal
Verbos no particípio irregular: 

Os verbos no particípio irregular serão empregados na voz passiva ao lado dos verbos auxiliares ser e estar. Veja os exemplos:
Locução Verbal
Contudo, existem alguns verbos no particípio que podem ser regulares ou irregulares, esses são conhecidos como verbos abundantes. Eles apresentarão duas ou mais formas equivalentes para o mesmo tempo e pessoa. Veja alguns exemplos:

Aceitar (aceitado e aceito);
Eleger (elegido e eleito);
Entregar (entregado e entregue);
Expulsar (expulsado e expulso);
Extinguir (extinguido e extinto);
Prender (prendido e preso);
Salvar (salvado e salvo);
Soltar (soltado e solto);
Suspender (suspendido e suspenso).

OBSERVAÇÃO: As orações podem ter três verbos consecutivos, onde o último será o verbo principal. Exemplos:
Locução Verbal
EXERCÍCIOS SOBRE INCLUSÃO SOCIAL E LOCUÇÃO VERBAL
Entrega até o dia 12 / 11 / 2020

Responda ao questionário e não esqueça de clicar em ENVIAR: