Cultura Nordestina - Festas Juninas

EMEFEM Luiz Joaquim dos Santos
Componente Curricular: Língua Portuguesa
Professora: Luciene
Turmas: 6.º C / 6.º E
Semana 5 – Aula 8 – Dia: 15 / 06 / 2020
Tema: Cultura Nordestina – Festas Juninas 

O B S E R V A Ç Õ E S:

- Copie o texto no caderno. 
- Copie o exercício no seu caderno.
- Responda o formulário que se encontra nesta postagem, o formulário é o exercício sobre o assunto.
- Se não conseguir responder ao formulário online, tire foto do exercício respondido no caderno e me envie.
- Após responder ao questionário, clique em ENVIAR.

LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

Cultura Nordestina – Festas Juninas 


A Cultura Nordestina é marcada pelas Festas Juninas. Mas você sabe o que é Festa Junina? Sabe como e de onde ela se originou? Sabe detalhes como comidas típicas, símbolos, músicas e simpatias? Confira! 

O que é Festa Junina? 


É uma festa popular tradicional que ocorre no Brasil no mês de junho. Atrás apenas do Carnaval, a Festa Junina se transformou na segunda maior comemoração do ano. Tal festividade iniciou-se no Brasil no século XVII, a partir da vinda dos portugueses. 

Quando a Festa Junina veio para o Brasil, seu nome era Festa Joanina, em alusão à São João. Com o passar do tempo, o nome foi modificado para Festa Junina, devido ao mês em que ela ocorre, junho. 

Ao comemorar a existência dos santos católicos: Santo Antônio (comemorado no dia 13 de junho), São João Batista (comemorado no dia 24 de junho) e São Pedro (comemorado no dia 29 de junho), a Festa Junina possui uma relação direta com o catolicismo popular. 

Qual a origem da Festa Junina? 


A origem da Festa Junina remonta à Antiguidade, quando os europeus realizavam festividades pagãs no continente em comemoração ao solstício de verão e de inverno e aos deuses da fertilidade e da natureza. Tais festividades ocorriam como forma de afastar os maus espíritos e as pragas que poderiam atingir a colheita. 

Quando a Igreja Católica se consolida na Europa e não consegue acabar com a popularidade da Festa Junina, ela acaba se aderindo a ela, a atribuindo um caráter religioso. Inserir as festividades pagãs no cristianismo foi uma prática comum da Igreja Católica, que via nessas comemorações, uma forma de converter os povos pagãos. Desse modo, ela adicionava tais festas no calendário católico, as atribuindo características cristãs. 

No Brasil, as festas juninas incorporaram elementos das culturas indígena, afro-brasileira e de imigrantes europeus, por isso, ela possui diferentes características em cada parte do Brasil. 

O que tem na Festa Junina? 


A Festa Junina possui algumas características. Citaremos algumas: 

Cultura popular rural 


As festas juninas do Brasil possuem características da cultura popular rural. Por ter sido durante vários séculos um país eminentemente rural, a formação da população brasileira ocorreu por meio das relações estabelecidas no campo. Tais relações se refletem nas festas através dos ritos que ocorrem, como o batismo na fogueira e no apadrinhamento. 

Quadrilha 


A quadrilha é uma dança originada na França que veio para o Brasil na passagem do século XVIII para o XIX. Essa dança se inseriu com naturalidade à festividade brasileira, caracterizada pela tradição sertaneja caipira, pois na França, ela era um tipo de dança rural. Expressões como: anarriê, balancê e changê, são termos franceses que foram incorporados na quadrilha. 

Comidas típicas 


As comidas típicas das festas juninas são associadas aos principais alimentos cultivados no interior do Brasil. Especialmente o milho, a mandioca e o leite. As principais comidas típicas das festas juninas, são: pamonha, arroz doce, pé de moleque, maria mole, bolo de fubá, milho cozido, bolo de milho verde, bolo de mandioca, canjica, paçoca, pipoca e as bebidas mais consumidas são o quentão e o vinho quente. 

Brincadeiras 


As festas juninas também são caracterizadas pelas brincadeiras. Vejamos algumas: correio elegante, pau de sebo, pescaria, argola, saltar a fogueira, cadeia, casamento caipira (ocorre junto com a quadrilha). 

Simpatias 


Simpatias para os santos são comuns em todas as épocas do ano, mas, para os três santos homenageados em junho, agora é a hora, principalmente para Santo Antônio, já que ele é considerado o santo casamenteiro e as moças que procuram um namorado, noivo ou marido se apressam para ter tudo pronto no dia 13.

Músicas Juninas


As músicas típicas das festas juninas podem ser apenas cantadas ou também dançadas. Até hoje muitas são compostas, especialmente pelos nordestinos, e formam o repertório do forró que se transformou em baile realizado não apenas no período junino.

Entre os compositores e cantores mais famosos, destaca-se o pernambucano Luiz Gonzaga.

Decoração


A decoração de Festa Junina feita com bandeirolas e balões, a fogueira e os fogos de artifício são itens que caracterizam o ambiente da festa junina.


Além do Brasil, as celebrações da festa junina são notáveis em diversos países. Reino Unido, França, Itália, Portugal, Espanha, Noruega, Estados Unidos, Porto Rico, Canadá e Austrália são alguns exemplos de lugares que celebram essas tradições.


EXERCÍCIO SOBRE O TEXTO
Entrega dia 18 / 06 / 2020


Responda ao questionário e não esqueça de clicar em ENVIAR: 


Bons estudos